Estandes sofisticados e seminários técnicos inovam Expolux

set, 2016

Agosto de 2016
Por Flávia Lima

15ª edição da Feira Internacional da Indústria de Iluminação consolidou a tecnologia Led, presente em praticamente todos os estandes, e inovou ao reestruturar os seminários do tradicional Simpolux, sendo um deles organizado pela revista O Setor Elétrico.

Quem visitou a Feira Internacional da Indústria de Iluminação da América Latina (Expolux) deste ano percebeu a presença constante e marcante do Led, tecnologia altamente eficiente, que permite designs inovadores e aplicações que superam as expectativas do setor. Expositores se reinventaram e apresentaram soluções com uso do Led aliado a gerenciamento e controle da luz para as mais diversas aplicações: residencial, comercial e pública.

De acordo com o diretor do evento, Alexandre Brown, a Expolux mostrou-se um excelente termômetro para o setor que vinha trabalhando com uma queda de 7% nas suas vendas em 2016 quando comparada a 2015. “As perspectivas pós-Expolux levaram a Abilux a rever estes números para cima. Tudo indica que a recuperação dos negócios no segundo semestre permitirá ao segmento repetir o desempenho alcançado em 2015, quando faturou R$ 3,9 bilhões”, lembra o executivo.

Entre os dias 28 de junho e 1º de julho de 2016, foram, no total, 380 expositores, que lançaram cerca de 600 produtos e tecnologias, que puderam ser vistos de perto pelos 22.320 visitantes do Brasil e do exterior que passaram pelo evento. “Registramos aumento de 5,26% em relação à edição anterior com uma audiência qualificada que incluiu arquitetos, designers de interiores, construtores, engenheiros e lojistas”, comemorou o gerente do evento, Ivan Romão.

“Não estávamos esperando receber um grande público na Expolux por conta do cenário econômico do país no momento. No entanto, os contatos realizados foram ótimos e, com certeza, irão se transformar em contratos/vendas futuras”, avaliou Joice Carvalho, responsável pela área de marketing da Aureon.

Da mesma maneira, o coordenador de marketing da Intral, Sandro Neves, conta que foi para a Expolux com três lançamentos e com expectativa baixa, mas ficou surpreso com a movimentação da feira, que, na comparação às outras edições, foi menor para a Intral, mas ainda assim muito proveitosa. “Cerca de 80% dos contatos realizados aqui serão transformados em negócios futuros”, afirmou.

Vale acrescentar que, no segundo dia da Expolux, foram realizadas rodas de negócios, que contaram com a participação de 14 expositores, 36 compradores e 84 reuniões. “Os encontros geraram negócios declarados pelos compradores da ordem de R$ 9 milhões”, revelou Brown.

Já para a Taschibra, o aumento no número de visitantes que passou pelo seu estande foi impulsionado pela apresentação de novidades em Leds e decoração. “Trabalhamos para apresentar o que há de mais moderno. Neste ano, por exemplo, trouxemos a Linha Energia Solar Led, que reúne duas importantes tendências, a solar e a do Led. Acreditamos que isto tenha contribuído para que mais visitantes conhecessem o estande da Taschibra, um resultado muito positivo até mesmo em comparação com edições anteriores”, considerou a diretora da empresa, Natalie Schreiber Felippi.


Espaço Design contou com 13 ambientes assinados por arquitetos e designers de interiores dedicados à apresentação de produtos e sistemas de iluminação.

A Expolux 2016 proporcionou aos visitantes a oportunidade de conhecer em primeira mão tendências em produtos e tecnologias que marcarão o setor de iluminação não apenas neste segundo semestre, como no decorrer do próximo ano. Leds com alta qualidade de reprodução, conjuntos óticos com avançada tecnologia em materiais e em qualidade técnica, designs contemporâneos e produtos com eficiência energética e alto desempenho marcaram a feira deste ano. Para a próxima edição, mais novidades são esperadas. A 16ª edição da Expolux será realizada também em São Paulo, na Expo Center Norte, entre os dias 24 e 28 de abril de 2018.

Arena do Conhecimento Téc Simpolux

Paralelamente à exposição da Expolux, aconteceram alguns eventos paralelos, como as Arenas do Conhecimento Simpolux Decor e TEC e o Espaço Design – uma área de 1.161 metros quadrados composta com 13 ambientes assinados por arquitetos e designers de interiores dedicados integralmente à apresentação de produtos de iluminação que se destacam pelo design, tecnologia e sustentabilidade.


Arena do Conhecimento TEC Simpolux recebeu, ao longo dos quatro dias de evento, cerca de 700 participantes.

Destaque para a Arena do Conhecimento TÉC Simpolux, uma iniciativa da Associação Brasileira da Indústria de Iluminação (Abilux), que contou com o apoio da revista O Setor Elétrico como parceira de conteúdo. Foram quatro dias de intensos debates sobre os temais técnicos, polêmicos e mais importantes que envolvem os setores da iluminação pública e industrial.

No total, foram 23 palestras realizadas por importantes agentes desse setor, incluindo acadêmicos, consultores, representantes do governo, consultores, lighting designers e especialistas da indústria.

Uma das palestras que mais atraiu a atenção do público foi a proferida pelo engenheiro Luciano Rosito, que falou sobre as novidades da nova norma ABNT NBR IEC 62722-2-1 – Requisitos particulares para luminárias Led. Na ocasião, o coordenador da comissão que revisou esta norma sanou dúvidas a respeito de prazos e dos métodos de ensaios para demonstrar conformidade com o documento normativo.

Ainda no âmbito da regulamentação, o superintendente da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Carlos Mattar, abrilhantou os debates, abordando o tema “Regulação da gestão de iluminação pública”, o que incluiu discutir a atuação da Aneel no sentido de defender o interesse público e atualizar os ali presentes sobre a transferência dos ativos de iluminação pública para os municípios brasileiros.


Arena do Conhecimento TEC Simpolux foi constituída por 23 palestras sobre iluminação pública e industrial e contou com a revista O Setor Elétrico como parceria de conteúdo.

Este último tema foi ainda amplamente discutido por outros especialistas, como o pesquisador do Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo (IPT), Oswaldo Sanchez Junior, que tratou ainda a respeito do papel da iluminação pública nas cidades inteligentes; pelo advogado Wladimir Antonio Ribeiro, da Manesco Advogados; e também pela professora da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, Karin Marins.

Gestão do serviço de iluminação pública, eficiência energética, novas tecnologias para ambientes industriais, Led na iluminação pública, embelezamento urbano e outros assuntos importantes fizeram parte da grade do seminário que recebeu, ao longo dos quatro dias de palestras, cerca de 700 participantes. A programação completa pode ser acessada nesta reportagem em sua versão online, que ficará disponível em: www.osetoreletrico.com.br

Comentários

Deixe uma mensagem