Certificação de competências pessoais em atmosferas explosivas

out, 2012

Edição 80 – Setembro de 2012

Por Luiz Mauro Alvez

A preocupação envolvendo atmosferas explosivas é cada vez mais constante nas áreas industriais que apresentam elevados riscos de acidentes, resultando, consequentemente, em perdas de vidas e destruição das instalações, além de grandes impactos ambientais.

 

 

Empresas e entidades pleitearam a certificação de competências pessoais para a área de atmosferas explosivas e um grupo de especialistas colaborou na elaboração da Norma NA-017, que estabelece a sistemática adotada pela Associação Brasileira de Ensaios Não Destrutivos e Inspeção (Abendi) para a qualificação e certificação de competências pessoais de profissionais envolvidos em atividades relacionadas a atmosferas explosivas de substâncias inflamáveis ou combustíveis na forma de gás, vapor, poeira, fibras ou partículas em suspensão.

A aplicação da norma não dispensa o respeito aos regulamentos de órgãos públicos que a instalação, os serviços e os equipamentos devem satisfazer. Podem ser citadas como exemplos de regulamentos as normas regulamentadoras do Ministério do Trabalho e Emprego e as portarias ministeriais elaboradas pelo Inmetro contendo os Requisitos de Avaliação da Conformidade (RAC) a equipamentos para atmosferas explosivas, nas condições de gases e vapores inflamáveis e poeiras combustíveis.

As competências especificadas na norma são destinadas a serem competências adicionais àquelas previamente adquiridas para o tipo de trabalho específico em áreas não classificadas.

Classificação dos níveis de certificação

Os profissionais envolvidos nas atividades relacionadas a atmosferas explosivas são classificados em três níveis de certificação. São aplicáveis, para determinados níveis de certificação, competências pessoais específicas para diferentes tipos de proteção.

Relação das unidades de competências pessoais “Ex”

As pessoas devem ser certificadas em suas competências pessoais de acordo com os códigos das unidades de competência Ex 001, Ex 003 e Ex 006 do OD504[2], indicadas na Tabela 1.

Tabela 1 – Unidades de competências pessoais para atmosferas explosivas

Unidade de competência

Título da unidade de competência

Limitação de escopo¹

Unidade Ex 001

Aplicação dos princípios básicos de segurança em áreas classificadas

——————

Unidade Ex 003

Instalação de equipamentos com tipos de proteção Ex e respectivos sistemas de fiação

3

Unidade Ex 006

Ensaios de equipamentos e instalações elétricas em – ou associadas a – atmosferas explosivas.

3

¹Limitação de escopo pelos seguintes fatores
3. Grupo (para este nível sempre certificado para II e III).

Profissionais certificados para atmosferas explosivas Nível N1

O profissional certificado como Nível N1 (Aplicação dos princípios básicos de segurança em atmosferas explosivas) deve possuir conhecimentos sobre as necessidades de análises de risco, de liberação e permissão de trabalho em atmosferas explosivas e tipos de proteção “Ex”.

Este nível de certificação é aplicável também a profissionais não diretamente envolvidos com atividades relacionadas com equipamentos “Ex. O profissional certificado como N1 deve demonstrar habilidades de identificar visualmente quaisquer danos ou deterioração dos equipamentos em uma planta industrial, de monitoração das instalações da planta em relação a mudanças no risco à explosão.

Profissional Nível N1-A

Os profissionais certificados como Nível N1-A devem estar qualificados para realizarem atividades de montagem das instalações “Ex”, de acordo com a documentação do projeto e com os respectivos manuais dos fabricantes dos equipamentos “Ex”.

A Tabela 2 indica as competências gerais obtidas anteriormente, que são pré-requisitos para um candidato à certificação do nível N1-A.

Tabela 2 – Resumo das unidades de competências específicas e de competências gerais obtidas anteriormente

Unidade de competência

Título da unidade de competência

Competências obtidas anteriormente

Unidade Ex 001

Aplicação dos princípios básicos de segurança em áreas classificadas

Competências em operação de equipamentos ou de plantas de processo ou atividades de instalação, manutenção ou reparos. 

Unidade Ex 003

Instalação de equipamentos com tipos de proteção “Ex” e respectivos sistemas de fiação

 

Competências em instalações de equipamentos elétricos, eletrônicos, de instrumentação e/ou de comunicação de dados e sistemas de fiação. 

Unidade Ex 006

Ensaios de equipamentos e instalações elétricas em – ou associadas a – atmosferas explosivas

 

Competências na realização de ensaios de instalações para aplicação geral, elétricas, eletrônicas, de instrumentação e/ou de
comunicação de dados. 

Pré-requisitos para candidatos à qualificação e certificação

Os candidatos à certificação em qualquer dos três níveis de certificação devem atender os
pré-requisitos relacionados ao grau de escolaridade, treinamentos e experiências profissionais indicados na NA-017.

Escolaridade

Os candidatos à certificação Nível N1-A devem ter concluído cursos específicos nas áreas aplicáveis a instalações e equipamentos “Ex”, tal como elétrica, eletrotécnica, eletrônica, telecomunicações, realizados em instituições reconhecidas pelo Sistema Oficial de Ensino.

Treinamentos

Os candidatos devem providenciar e fornecer evidências documentadas, como certificados de conclusão de treinamentos teóricos e práticos. Estes treinamentos devem ser baseados nas unidades de competência conforme OD504.

A comprovação de experiência de, no mínimo, dois anos, nos últimos cinco anos, em montagem elétrica e/ou automação em áreas classificadas pode, a critério da Abendi, substituir o requisito de treinamento.

Os treinamentos podem ser realizados pelo empregador ou por organismo de treinamento, que são necessários para a obtenção dos conhecimentos e habilidades requeridos para a certificação pretendida pelos candidatos.

Experiências profissionais

Evidências documentadas das experiências profissionais devem ser confirmadas pelo empregador e submetidas a análise e aprovação da Abendi. O candidato deve apresentar evidência de experiência de, no mínimo, três anos, nos últimos cinco anos, em montagem elétrica e/ou automação em áreas industriais. A comprovação de experiência pode, a critério da Abendi, substituir o requisito de treinamento.

Exames de qualificação

Exames teóricos

Os exames teóricos devem abranger questões de múltipla escolha nas quantidades mínimas descritas na Tabela 3, que avaliem os conhecimentos das atividades para atmosferas explosivas. O tempo utilizado pelo candidato para completar o exame deve ser baseado no número de questões, sendo concedidos 1,5 minuto para cada questão.

Tabela 3 – Número mínimo requerido de questões – Exame teórico

Nível de certificação Ex

Número de questões de múltipla escolha

N1-A

50

NOTA: As 50 questões serão compostas de 15 da Unidade de Competência Ex 001, 30 da Ex 003 e 05 da Ex 006. A aprovação será de 70%, com no mínimo de 20% de aprovação em cada unidade de competência.

Exames práticos

Os candidatos devem ter sido previamente aprovados nos exames teóricos para, posteriormente, realizarem os exames práticos. Os exames práticos devem ser realizados por Centros de Exames de Qualificação (CEQs) reconhecidos pela Abendi, conduzidos e supervisionados por examinador, que realizará a pontuação do exame de acordo com uma lista de verificação que contenha pontos de conferência.

O exame deve ser aplicado por um examinador aprovado pelo Bureau de Certificação da Abendi, que é independente do candidato e não pode ter qualquer envolvimento com este.

Conteúdo do exame

O conteúdo dos exames deve ser baseado na Tabela 4 e nos requisitos mínimos de treinamento apresentados no Anexo A.

Tabela 4 – Tipos e quantidades de questões recomendadas para exames de conhecimentos para cada unidade de competência para atmosferas explosivas

Unidade de competência

Título da unidade de competência

Quantidade total de questões de múltipla escolha

Unidade Ex 001

Aplicação dos princípios básicos de proteção em atmosferas explosivas

15

Unidade Ex 003

Instalação de equipamentos com tipos de proteção “Ex” e respectivos sistemas de fiação

 

30

Unidade Ex 006

Ensaios de equipamentos e instalações elétricas em – ou associadas a – atmosferas explosivas

 

5

Pontuação nos exames de qualificação

Os candidatos são considerados aprovados se obtiverem aproveitamento total mínimo de 70% nos exames teóricos, com aproveitamento mínimo de 20% em cada Unidade de Competência aplicável ao candidato e 80% nos exames práticos.

Habilitação para os exames de qualificação

Para habilitarem-se a exames de qualificação, os candidatos devem apresentar ao Setor de

Certificação uma solicitação acompanhada de toda a documentação comprobatória requerida para demonstrar o cumprimento dos pré-requisitos exigidos. Os candidatos que atenderem aos pré-requisitos exigidos devem ser habilitados para a realização dos exames em um Centro de Exames de Qualificação (CEQ) aprovado pela Abendi.

Reexames

O candidato que não obtiver a nota requerida nos exames práticos pode refazer os exames até duas vezes, desde que o reexame ocorra após 30 dias e não mais do que um ano depois do exame original. A Abendi, a seu critério, pode permitir um reexame antes do prazo, caso o candidato receba um treinamento adicional aceito pela Associação.

 O candidato que n&at

ilde;o passar no exame teórico ou nos reexames práticos deve se inscrever e realizar os exames de acordo com os procedimentos para novos candidatos.

Listas de verificação

As listas de verificação devem ser encaminhadas aos solicitantes da qualificação, no caso de candidatos reprovados, para facilitar o retreinamento destes.

Certificação
Emissão do certificado

Baseada nos resultados dos exames de qualificação, a Abendi, por meio do Setor de Certificação, emite um certificado e uma carteira de identificação explicitando o nível e o escopo das competências pessoais para atmosferas explosivas para as quais os profissionais estão qualificados e certificados.

Responsabilidade técnica

A certificação do SACP atesta que os profissionais atenderam satisfatoriamente a todos os requisitos da NA-017; todavia, o SACP não confere autoridade ou licença para que os profissionais possam executar as atividades relacionadas com atmosferas explosivas indicadas em suas competências pessoais.

O empregador deve verificar a validade e o escopo da certificação e a adequação desta às condições específicas do trabalho. O empregador é o único responsável pela autorização de trabalho dos profissionais certificados para atmosferas explosivas.

Validade da certificação

A certificação dos profissionais em qualquer dos três níveis tem um prazo de validade de 36 meses, a contar da data de emissão do certificado.

Renovação do certificado

Antes de completar o primeiro período de validade, a certificação pode ser renovada pela Abendi por um novo e igual período sempre que os profissionais apresentarem evidências documentadas de atividades profissionais contínuas satisfatórias pertinentes ao escopo da certificação das competências pessoais, sem interrupção significativa e sejam aprovados no exame teórico aplicável na certificação para os níveis requeridos e competências pessoais “Ex” pretendidas.

Se o critério para renovação não for atendido, os profissionais devem seguir as mesmas regras aplicáveis à recertificação.

Recertificação

Antes do término do segundo período de validade, ou pelo menos a cada seis anos, os profissionais devem ser recertificados pela Abendi, por um período similar de tempo, desde que atendam aos critérios para renovação e sejam aprovados nos exames teóricos e práticos aplicáveis na certificação para os níveis requeridos e competências pessoais “Ex” pretendidas.

ANEXO A – Requisitos mínimos para treinamento de cada unidade de competência

A.1 – Elementos e critérios de desempenho (Ex 001)

Elementos

Critérios de desempenho

Aspectos críticos de evidência

 

 

 

 

1.1

 

 

 

Preparar para trabalhos em áreas classificadas

Natureza do risco de explosão na área e o risco da área são conhecidos e a condição deste risco é determinada por meio de procedimentos estabelecidos.

Atender aos requisitos das permissões de trabalho e procedimentos de liberação.

A operação e as condições da planta e dos equipamentos em relação à proteção contra explosão são determinadas por procedimentos estabelecidos.

Atender aos requisitos das permissões de trabalho e procedimentos de liberação. Operar corretamente a planta e os equipamentos.

São seguidos os procedimentos estabelecidos para a operação da planta e do maquinário em relação aos tipos de proteção “Ex” utilizados na área.

Operar corretamente a planta e os equipamentos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

1.2

 

 

 

 

 

Observar as condições do sistema de proteção contra explosão da área

As políticas e os procedimentos de segurança e saúde ocupacional referentes à proteção contra explosão são seguidos.

Atender aos requisitos das permissões de trabalho e procedimentos de liberação.

O desempenho da planta e dos equipamentos é monitorado para identificar falhas que podem afetar a integridade dos equipamentos “Ex” e dos sistemas de fiação.

Monitoramento dos riscos e atendimento dos procedimentos de evacuação.

Os equipamentos “Ex” e os sistemas de fiação são observados durante operação normal da planta e são identificadas as não conformidades visual ou auditivamente detectáveis, que possam afetar a integridade dos tipos de proteção “Ex”.

Identificação visual de danos ou de deterioração de equipamentos com tipos de proteção “Ex”.

Os equipamentos de monitoramento do risco de formação de atmosferas explosivas são observados e uma situação de risco é identificada (por exemplo, pela utilização de detectores de gás).

Monitoração dos riscos e atendimento dos procedimentos de evacuação.

 

 

 

1.3

 

Tomar ações para limitar o risco da ocorrência de uma explosão

Variações fora das condições no

rmais de operação são relatadas e documentadas de acordo com procedimentos estabelecidos.

 

Procedimentos estabelecidos são seguidos em caso de surgimento de riscos em potencial ou imediato devido a qualquer não conformidade identificada em equipamentos/fiação ou alterações dos riscos de explosão para uma situação perigosa.

Seguir os procedimentos para isolação da planta e dos sistemas elétricos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2.1

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Preparo para instalação de equipamentos e fiação

 

 

 

 

Políticas de segurança e saúde ocupacional e procedimentos para preparar o trabalho em áreas classificadas são seguidos.

Trabalhar com segurança em áreas classificadas incluindo a utilização de sistemas de permissão de trabalho e procedimentos de liberação, monitorar riscos e seguir procedimentos de abandono de área, bem como os procedimentos para isolar a planta e os equipamentos elétricos.

Os documentos do projeto são consultados para obter informações sobre os tipos de equipamentos com proteção “Ex” e os respectivos sistemas de fiação a serem instalados.

Comparar os equipamentos com os documentos de certificação, incluindo condições de utilização segura, especificadas no certificado.

A localização na qual os equipamentos e circuitos específicos devem ser instalados é determinada pelos documentos de projeto.

Comparar os equipamentos com os documentos de certificação, incluindo condições de utilização segura, especificadas no certificado.

 

 

A marcação de equipamentos com proteção “Ex” é conferida para assegurar que o equipamento está em conformidade com as especificações de projeto e os documentos de certificação.

Comparar os equipamentos com os documentos de certificação, incluindo condições de utilização segura, especificadas no certificado.

Documentos de certificação fornecidos com os equipamentos são reunidos e encaminhados ao pessoal responsável.

Documentar a conclusão da instalação.

Ferramentas especiais, equipamentos e dispositivos de ensaio necessários para executar o trabalho de instalação são obtidos e verificados para operação segura e correta.

Trabalhar com segurança em áreas classificadas incluindo a utilização de sistemas de permissão de trabalho e procedimentos de liberação, monitorar riscos e seguir procedimentos de abandono de área, bem como os procedimentos para isolar a planta e os equipamentos elétricos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2.2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Instalação de equipamentos e sistemas de fiação

As políticas e os procedimentos de segurança e saúde ocupacional referentes ao trabalho em áreas classificadas são seguidos.

Trabalhar com segurança em áreas classificadas incluindo a utilização de sistemas de permissão de trabalho e procedimentos de liberação, monitorar riscos e seguir procedimentos de abandono de área, bem como os procedimentos para isolar a planta e os equipamentos elétricos.

O equipamento é instalado de acordo com as especificações de projeto, das normas e dentro dos limites especificados pela certificação do equipamento.

Manusear e instalar os equipamentos e sistema de fiação de modo a não invalidar o tipo de proteção com qual o equipamento foi projetado.

Comparar os equipamentos com os documentos de certificação, incluindo condições de utilização segura, especificadas no certificado.

Componentes do equipamento e dos sistemas de fiação são desmontados, quando necessários, e as partes são armazenadas para protegê-los contra perdas e danos.

Manusear e instalar os equipamentos e sistemas de fiação, de modo a não invalidar o tipo de proteção com qual o equipamento foi projetado.

 

 

Os equipamentos e o sistema de fiação são instalados de modo a não invalidar o tipo de proteção com qual o equipamento foi projetado.

Manusear e instalar os equipamentos e sistemas de fiação, de modo a não invalidar o tipo de proteção com qual o equipamento foi projetado.

Circuitos são ensaiados antes da conexão aos equipamentos para assegurar que a resistência de aterramento é suficientemente baixa, a resistência do isolamento é segura, e que a polaridade e as conexões estão corretas e cada circuito está de acordo com as especificações.

Ensaiar cabos/circuitos instalados para assegurar que estão seguros.

 

 

 

 

 

 

2.3

 

 

 

 

 

 

Confirmação de que a

instalação foi concluída

O planejamento para realização de uma inspeção inicial na instalação é executado em conformidade com as especificações.

 

Documentar a conclusão da instalação.

 

Ações corretivas apropriadas são tomadas para sanar as não conformidades encontradas durante a inspeção inicial e assegurar que a instalação esteja em conformidade com as especificações.

Verificar se os equipamentos foram instalados em conformidade com as especificações de projeto da instalação.

A instalação concluída é documentada em conformidade com os procedimentos estabelecidos e a documentação é encaminhada ao pessoal responsável pela inclusão no prontuário.

 

Documentar a conclusão da instalação.

3.1

Preparação para realização dos ensaios

Devem ser seguidos os requisitos de segurança e saúde ocupacional e os procedimentos para liberação e permissão do trabalho em que uma atmosfera explosiva pode estar presente.

 

Trabalhar com segurança numa área classificada, com relação às permissões de trabalho e autorização, monitoração do risco, procedimentos de evacuação da área e de isolamento elétrico.

 

 

A classificação de áreas é confirmada a partir dos desenhos de extensão ou de outros documentos de classificação de áreas.

 

Identificar a natureza da área classificada, bem como a localização de equipamentos e de circuitos a serem ensaiados.

 

 

A localização dos equipamentos e circuitos a serem submetidos a ensaios é determinada pela documentação de projeto.

 

Identificar a natureza da área classificada e a localização de equipamentos e de circuitos a serem ensaiados.

 

 

As ferramentas especiais e os instrumentos de medição necessários para a as atividades de ensaio devem ser obtidos e verificados para uma operação correta, precisa e segura.

Selecionar apropriadamente os dispositivos de ensaios certificados e as ferramentas aprovadas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

3.2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Realização do ensaio

Devem ser seguidos os requisitos de segurança e saúde ocupacional para trabalhos em que uma atmosfera explosiva pode estar presente.

 

Trabalhar com segurança numa área classificada, com relação às permissões de trabalho e autorização, monitoração do risco, procedimentos de evacuação da área e de isolamento elétrico.

As partes dos equipamentos que são desmontados para a realização dos ensaios devem ser protegidas contra danos e extravios.

 

 

Remontar e/ou reconectar os equipamentos após a conclusão dos ensaios que assegurem que a integridade da proteção “Ex” é mantida.

Instrumentos de medição de baixa energia certificados e aprovados são selecionados e utilizados para ensaios em áreas classificadas em que uma atmosfera explosiva possa estar presente.

Selecionar apropriadamente os dispositivos de ensaio certificados e as ferramentas aprovadas.

Componentes sensíveis do circuito que necessitem ser ensaiados, que possam ser facilmente danificados por ensaios de tensão aplicada, devem ser ensaiados de acordo com os procedimentos específicos.

Realizar corretamente os ensaios exigidos sem danificar os circuitos ou o equipamento.

Os ensaios necessários para determinar se o sistema elétrico está de acordo com os requisitos dos tipos de proteção “Ex” utilizados e com os requisitos de segurança elétrica são conduzidos de acordo com procedimentos aplicáveis.

Realizar corretamente os ensaios exigidos sem danificar os circuitos ou o equipamento.

Quando os ensaios forem concluídos, as partes dos equipamentos e conexões dos circuitos são reconectadas de modo a assegurar a integridade do tipo de proteção “Ex”.

 

Remontar e/ou reconectar os equipamentos após a conclusão dos ensaios que assegurem que a integridade da proteção “Ex” é mantida.

 

 

 

 

 

3.3

 

 

 

Confirmação e documentação dos resultados de ensaios

As não conformidades e as falhas detectadas pelos ensaios e as ações resultantes recomendadas devem ser documentadas e encaminhadas ao pessoal responsável.

Identificar as não conformidades e defeitos relatados nos resultados dos ensaios.

Documentar os resultados dos ensaios.

A conclusão dos ensaios é verificada e uma cópia da documentação dos ensaios é encaminhada ao pessoal responsável para inclusão no prontuário das instalações, de acordo com procedimentos aplicáveis.

Documentar os resultados dos ens

aios.

Referências

  • NA-017 – Qualificação e Certificação de Pessoal para Atmosferas Explosivas – Draft 1, jan/2011.
  • Projeto de Norma PN 03.031.01-006: ABNT IECEx OD 504 Hold: Atmosferas explosivas – Especificações para a avaliação das unidades de competências.
  • ABNT NBR ISO/IEC 17024: Avaliação da conformidade – Requisitos gerais para organismos que realizam certificação de pessoas.

Luiz Mauro Alves é engenheiro mecânico, coordenador de esquemas de certificação da Abendi, profissional Nível 3 em Emissão Acústica e membro do SC-31 do Cobei e do WG 12 do IECEx.

Comentários

Deixe uma mensagem