Agora sim: “estamos dando bandeira”

mar, 2015

Edição 108 – Janeiro de 2015
Por José Starosta – Consultor Técnico

Conforme já previsto, anunciado e prorrogado no último ano, talvez por razões relacionadas à contenção da inflação em ano de eleições, o modelo de cobrança adicional da energia elétrica denominado “bandeiras tarifárias”, com base nos níveis dos reservatórios, começa a ser posto em prática agora em 2015. Mais detalhes sobre a aplicação do modelo podem ser encontrados na reportagem desta edição e no portal www.osetoreletrico.com.br na coluna assinada por mim.

Na atual situação, os consumidores terão suas contas incrementadas em valores aproximados entre 6% e 8% devido ao acréscimo dos R$ 30 por cada MWh consumido relativo à bandeira vermelha. Quando tivermos os reservatórios em situação menos crítica, a coisa poderá ser abrandada na bandeira amarela (acréscimo de R$ 15 por MWh consumido) e, quem sabe algum dia, a bandeira verde que isenta a cobrança venha a alegrar toda a torcida e não somente a do meu também esfacelado Palmeiras.

Levantamos nossas mãos aos céus pedindo não só gols, mas chuvas e tempestades para tornar nosso céu de brigadeiro com lagos em níveis adequados. Como bons brasileiros apostamos em mais um super-herói. Desta vez ele tem sorriso simpático, usa gravata e comedidamente já começou a reduzir os “custos Brasil”, fazendo a lição de casa.  Que o “nosso” Levy seja iluminado e fundamentalmente ouvido.

Mais uma vez vamos pra limonada (e isso não inclui só o governo, mas toda a sociedade). O tempero deverá ser eficiência, sustentabilidade, tecnologia, equilíbrio e, quem sabe, honestidade e transparência. Bom recomeço a todos e que a inspiração dos levitas nos acompanhe.

Eng. José Starosta
Consultor da revista O Setor Elétrico
consultor@osetoreletrico.com.br

Comentários

Deixe uma mensagem