A nona edição do Congresso Brasileiro de Eficiência Energética

jul, 2012

Edição 76 / Maio de 2012
Por José Starosta

A eficiência energética é um dos principais pilares de uma economia verde e motivos não faltam para mais um encontro para debater o tema. Além da economia verde, os aspectos econômicos, de produtividade, tecnologia de equipamentos, de geração de empregos, integração a fontes renováveis e novas oportunidades de negócios também estão na agenda.

De cara nova, neste ano, o Congresso Brasileiro de Eficiência Energética (Cobee) será realizado na área de exposições do shopping Frei Caneca, na região da Av. Paulista, em São Paulo (SP), com espaço mais adequado ao crescimento do congresso em relação às versões anteriores. O evento ocorre nos dias 11 e 12 de julho.

A mudança de espaço consolida o congresso no foco da temática multidisciplinar a ser desenvolvida, com assuntos da maior importância na atualidade.

Serão apresentados e discutidos diversos temas como a formatação final do Plano Nacional de Eficiência Energética (PNEf), com todos os seus impactos e desdobramentos; os avanços e as mudanças no PEE – programa de eficiência energética das concessionárias – e outros importantes programas de governo, como o próprio Procel, que avança com novos projetos; a comissão de Eficiência Energética na câmara dos deputados e, sobretudo, como vencer o desafio de todos que é a questão da participação da eficiência energética na matriz energética nacional, proposta pelo PNEf.

As Escos, qualificadas no recente programa de qualificação Qualiesco, da Abesco, apresentarão seus casos de sucesso, como que em uma vitrine de possibilidades de replicação destes projetos em outras instalações similares.

Será apresentada pelo economista de renome internacional, José Roberto Mendonça de Barros, uma temática importante e muito apropriada ao momento atual. Com a presente redução da taxa de juros e dos investimentos pouco atraentes nas aplicações financeiras clássicas, os investimentos em projetos de eficiência energética se apresentam com uma capacidade bastante interessante de rendimento, muito acima dos citados. Em outras palavras, as empresas podem utilizar o capital para ser investidos em modelos convencionais em projetos rentáveis de eficiência energética, ou ainda novos modelos de investimentos compartilhados poderão ser concebidos. Certamente, ideias inovadoras surgirão sobre este importante tema.

Da mesma forma que nos anos anteriores, serão desenvolvidas as temáticas técnicas com apresentação de novas tecnologias, casos de sucesso, projetos de concessionárias no Programa de Eficiência Energética (PEE), financiamentos, programas de universidades.

Trabalhos nas áreas térmica, mecânica, de eletricidade, automação e qualidade de energia, sistemas de saneamento, iluminação, implantação da norma ISO 50.001, programas de construções sustentáveis e outros temas estão sendo avaliados para comporem os painéis técnicos.

A “Expoeficiência”, exposição de equipamentos, tecnologia, serviços e oportunidades acontecem simultaneamente ao congresso como vetor para novos negócios que surgirão. A procura pelo espaço foi intensa e, a exemplo dos anos anteriores, deverá superar as expectativas.

A organização está segura da repetição do sucesso dos últimos anos, em espaço maior proporcional ao crescimento do evento. Até lá!

Mais informações no site www.abesco.com.br

Comentários

Deixa uma mensagem

%d blogueiros gostam disto: